Hoje é um dia importante tanto para os religiosos quanto para os amantes de chocolate: a Páscoa! Dia de comemorar a ressurreição de Jesus Cristo e de aproveitar a desculpa do “é só hoje” ou “ah, hoje pode” e se jogar nos chocolates, além de presentear as pessoas queridas. Mas você sabe como surgiram os ovos de Páscoa tão saborosos que adoramos?

Como surgiram os ovos de Páscoa?

Há muuuuito tempo atrás, as civilizações antigas viam o ovo como um símbolo que representa o nascimento de uma nova vida, de renovação. Os povos da época veneravam uma deusa chamada Ostera, que era a divindade da Primavera. Então quando a Primavera iniciava, tornou-se uma tradição presentear o próximo com os ovos para comemorar a nova estação e o florescimento da natureza. Toda essa exuberância da flora atrai os animais para os ciclos de reprodução e aí vem novamente o significado do ovo, que remete à nascimento. No nosso calendário, isso ocorria entre março e abril.

Deusa da Primavera Ostera

Mas e o coelho?

Então, também era na Primavera que acontecia a reprodução dos coelhos e todo mundo sabe que as ninhadas de coelhos são bem grandes, né?! Gerando muitos e muitos coelhinhos!  Foi a partir daí que o coelho foi relacionado com a Páscoa. Com o início do Cristianismo, séculos depois, essa adoração à Ostera foi ficando para trás e a Páscoa foi associada principalmente na comemoração da ressurreição de Jesus Cristo.

Como surgiram os ovos de Páscoa?

No decorrer dos anos, vários tipos de ovos eram desenvolvidos na Páscoa: de madeira, porcelana, metal, pintados com as principais cores da Primavera (que vamos combinar, são lindos, né?!), com surpresas dentro e outras variações. Existia também uma brincadeira em que os pais escondiam os ovos no jardim para que as crianças os encontrassem, pura diversão! Antes de chegar no ovo de chocolate que conhecemos hoje, os ovos eram de galinha mesmo, que depois de retiradas a gema e a clara, eram recheados de chocolate.

Como surgiram os ovos de Páscoa?

Foi a partir do século XIX que surgiu a produção dos ovos inteiramente de chocolates. Adivinha onde? Sim, na França. A primeira fábrica de chocolate por lá foi aberta por François Louis Cailler, em 1819 (merci, François! haha). E a partir daí, a tradição de presentear os amigos e parentes com ovos de chocolate só foi crescendo e dominou o mercado. Hoje temos infinitas opções de ovos, desde aqueles de fábricas que encontramos no mercado até os caseiros (que são meus favoritos), a escolha irá depender do seu paladar, mas nos tempos de hoje, principalmente do seu bolso! Também existem os ovos de colher, que estão fazendo muito sucesso nos últimos tempos.

Como surgiram os ovos de Páscoa?

Referências:

Por aqui o coelhinho da Páscoa me trouxe dois ovos de colher, muuuuuuuito gostosos! Um era de leite ninho com Nutella (yummy!) e outro de paçoca. Também houve a produção de muitos ovos, teve até com formato de coração, sem falar das trufinhas! haha Até daria um pedaço para vocês experimentarem, mas já acabou! hahahaha Não me julguem!

Agora que vocês já sabem um pouco mais de como surgiram os ovos de Páscoa, desejo que, independente de quais sejam suas crenças nesse dia, vocês tenham um bom feriado e uma ótima Páscoa! E não esqueçam de me dizer nos comentários se vocês presentearam alguém hoje e quais ovos vocês preferem! 

 

Compartilhar: